Vestibular AprovaENEM

Como estudar para o Enem e vestibular

Você está se matando de estudar para o vestibular e para o ENEM e está achando que seus métodos não estão bons o suficiente e não sabe como estudar para o Enem?

Como estudar para o Enem e vestibular

Como estudar para o Enem e vestibular

A dedicação nos estudos tanto para quem vai participar do Enem ou vestibular, faz com que muitos alunos gastem horas e mais horas estudando para o Enem, afinal, o que todos querem é tirar uma boa nota no Enem e passar.

Por isso, entender quais métodos de estudo são considerados os mais eficientes poderá ajudá-lo a estudar para o Enem e vestibular de forma mais eficaz e, até a mudar de método de estudo, caso você perceba que existem métodos melhores que o seu. Quer saber quais são os 10 melhores métodos de estudo para vestibulares e ENEM? Então venha ver o que um grupo de psicólogos norte-americanos descobriu.

Como estudar para o Enem

  • Testes práticos de Como estudar para o Enem: este método de estudo tem utilidade alta e é baseado no ato de responder questões sobre os assuntos estudados, através de um simulado, por exemplo. Como esta técnica envolve uma ampla variedade de formatos de testes, como questões de múltipla escolha, questões dissertativas e outras, esta técnica é considerada de grande qualidade. Por isso, foque no seguinte: quanto mais simulados Enem e Vestibular você realizar, melhor; refaça as questões do Enem que você errar, porém, faça isso apenas um tempo depois de ter respondido a questão pela primeira vez, assim, você saberá se realmente entendeu o ponto ou se você apenas o decorou.

Como organizar seu método de estudo do Enem

  • Prática distribuída de estudos do Enem: esta técnica envolve a programação de um cronograma de estudos distribuídos ao longo do tempo.

O que as pesquisas têm indicado é que é muito melhor estudar os conteúdos do Enem aos poucos, e não tudo de uma vez e de última hora. Porém, é uma prática muito natural dentre os participantes estudar de última hora e tudo de uma vez, mesmo assim, isso é bem menos eficiente. Esta técnica de fazer um cronograma de estudos para o Enem é considerada de alta utilidade.

Use questões do Enem Enemanterior

  • Elaboração de perguntas: é uma técnica de média utilidade e é o hábito de criar perguntas que possam explicar os “porquês” das coisas. Quando o participante faz isso enquanto estuda para o Enem, ela acaba adicionando mais conhecimento a um assunto do Enem que ele já sabia a respeito, sendo então uma técnica melhor para aqueles participantes mais velhos (como os que irão prestar vestibular ou ENEM, por exemplo). É importante já ter um conhecimento prévio do tema do Enem para que as questões sejam mais profundas, assim, as explicações para elas também serão.

Como estudar melhor as matérias do Enem

  • Explicar o conteúdo para si mesmo: também é uma técnica de média utilidade e faz com que o participante explique as matérias para si mesmo, como que pensando em voz alta. Desta forma o estudante conseguirá decodificar o que está aprendendo.

 

  • Estudo intercalado de diferentes matérias do Enem e vestibular: é uma técnica de média utilidade e é um método ótimo para ajudar o aluno a acessar a sua memória de longo prazo, forçando o cérebro a relembrar assuntos que foram estudados há mais tempo. Isso é possível porque em uma mesma sessão de estudos o aluno considera várias matérias diferentes.

Como elaborar um plano de estudo do Enem

  • Resumo: é uma técnica de baixa utilidade e envolve reescrever o texto, colocando apenas o que for realmente essencial sobre o assunto do Enem. O problema desta técnica é que nem sempre o aluno consegue distinguir quais são as informações mais importantes de um texto, fazendo com que ele apenas reescreva o texto só que com outras palavras.

Dicas para estudar para o Enem e vestibular

  • Grifar textos: é uma técnica de baixa utilidade e envolve grifar as partes mais importantes de um texto enquanto o lê. O problema com esta técnica é o mesmo existente em fazer resumos – nem sempre o estudante consegue entender quais são os pontos-chave de um texto, fazendo com ele grife muitas frases de um texto, assim, ele não consegue guardar os pontos principais.

Associação mnemônica do Vestibular e Enem

  • Associação mnemônica: esta técnica também é de baixa utilidade e nada mais é do que utilizar palavras-chave mnemônicas (para recordar) na aprendizagem de vocabulário de uma língua estrangeira ou, então, fazer uso de imagens mentais que estejam associadas a um conteúdo verbal específico. O problema desta técnica é que nem todos os conceitos podem ser transformados em uma imagem e este método não é eficiente para a memorização a longo prazo.

Como estudar melhor e organizar o assunto do Enem

  • Associação de imagens com textos: este método envolve formar imagens mentais ou fazer desenhos enquanto estuda ou enquanto escuta o professor dar uma explicação. Este método é considerado de baixa utilidade, mas ajuda os alunos a organizar o assunto do Enem de uma forma mais clara através das imagens formadas.

Releitura melhorar seus métodos de memorização Enem

  • Releitura: este método envolve ler um texto e depois relê-lo a fim de relembrar as ideias principais. A melhor forma de usar este método é por esperar um tempo antes de reler o texto, como por exemplo, cerca de 2 a 4 dias antes do Enem ou vestibular. Assim, você consegue acessar a sua memória de longo prazo, forçando seu cérebro a relembrar um determinado ponto.

Gostou dessas técnicas de Como estudar para o Enem? Pode ser que você já use uma ou mais delas, mesmo assim, se você percebeu que pode melhorar a sua técnica de estudo para o Enem, faça isso sem demora! Você poderá colher melhores resultados por mudar a sua forma de estudar e isso pode garantir ótimas notas nos vestibulares e no ENEM!

Apostila Enem 2017

Como estudar para o Enem e vestibular
5 (100%) 1 vote

Sobre o autor | Website

Aprova Enem site colaborativo sobre Enem para ajuda a estudantes e participantes do Enem. Sem vinculo com Mec ou outra entidade educacional.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!